loader image

O solo do Douro, perdido na tradução. Existe mesmo xisto no solo do Douro?

Em inglês, há duas variações usadas para traduzir o que nós chamamos em português de xisto: schist ou shale. Se traduzir xisto no Google, até por ser foneticamente mais próximo, sempre acaba saindo como schist. Comumente, muitos artigos e reportagens falam sobre o elemento mais predominante do solo do Vale como sendo o schist mas…
Existe mesmo schist no Douro? Bem, a resposta é sim, mas muito pouco!

Espere o que!? Sim! Há tantos anos que promovemos o nosso solo xistoso único, esta informação foi transmitida por muitos ao longo dos anos e criámos este mito.

Quando você começa a cavar em algumas fontes geológicas técnicas confiáveis ​​e conversar com especialistas da região como meu amigo Ryan Opaz, você identifica rapidamente que as rochas que você está pisando enquanto caminha no vinhedo são de shale. O shale pode vir em cores diferentes, dependendo dos minerais nele: azul, vermelho, amarelo, marrom. São rochas sedimentares altamente frágeis e quebram facilmente em suas mãos.

O schist , por outro lado, é muito mais duro e é facilmente reconhecível por seus grãos minerais em forma de placa altamente foliados que são grandes o suficiente para ver com nossos olhos. Podemos encontrar alguns mica-schists  no Douro.

A boa notícia é que o shale e o schist são da mesma família de rochas denominadas rochas metamórficas. Através de alta pressão e temperatura, os sedimentos estão sendo comprimidos e combinados com outros minerais para resultar em diferentes rochas metamórficas, dependendo das etapas pelas quais passaram.

Aqui você aqui você pode encontrar um caminho claro das fases de transição do shale para o gnaisse.

O solo duriense resulta de uma amálgama complexa de diferentes rochas metamórficas de shale para o gnaisse que se deslocou do seu alinhamento horizontal para um semi-vertical. É maioritariamente composto por filito (nas partes inferiores) e shale (nas partes superiores) que residem e circundam o granito. Também encontraremos quantidades de outras rochas como ardósia, schist, gnaisse e quartzo em suas formas singulares, mas também em estágios de transição aflorando em pequenas quantidades para o topo. A cor de cada pedra é a assinatura da sua composição mineral e variam muito no Douro.

Cada combinação dessas rochas dará a cada vinhedo ou parcela um caráter único. Um exemplo simples: na nossa quinta da Trovisca plantámos algumas uvas Sousão numa parcela de xisto com elevado teor de alumínio. Podemos ver claramente que o Sousão não tem um desempenho tão bom como a nossa Tinta Roriz. Dá muito trabalho entender nossas vinhas e adaptar cada variedade que estamos plantando à composição mineral do solo abaixo!

Esta configuração única de rochas metamórficas no Douro é a razão pela qual a viticultura é possível neste local árido onde a vinha é testada até ao limite. O shale frágil alinhado verticalmente permite que as fortes raízes da videira encontrem seu caminho até 10 metros de profundidade às vezes. O forte orvalho formado pelo contraste das altas temperaturas durante o dia e noites frias também desce pelas camadas de xisto até às raízes oferecendo algum alívio à vinha nos dias de elevado stress hídrico do intenso verão do Douro. No fundo, a base de granito é impermeável à água e, em alguns pontos, reterá as chuvas da primavera e criará reservas que as vinhas podem alcançar durante a estação.

Como de costume, se você tiver alguma dúvida ou comentário, sinta-se à vontade para comentar. Estou ansioso por receber no Douro este ano, vamos partilhar um copo de vinho ou Porto enquanto contemplamos as nossas vinhas cheias de xisto.

Saúde,
Óscar

Shale
Shale
Shale

Partilhar este artigo
Share on facebook
Share on twitter

Also on Quevedo Port Wine

A influência do Marão no clima do Vale do Douro

A 100 km a leste da cidade do Porto, a Serra do Marão circunda o rio Douro, dando origem ao Vale do Douro à medida que o rio o atravessa....

Nossa jornada para o orgânico

Nossa jornada em práticas orgânicas em nossas fazendas e vinhedos começou em 2005, quando meu pai começou a cultivar 20 hectares de oliveiras para fazer azeite orgânico em Valongo dos Azeites,...

6 Truques para conservar o seu vinho depois de aberto

Quando você janta bem em casa com amigos e familiares, provavelmente vai acabar bebendo todas as garrafas de vinhos que está abrindo. Em outros momentos, por exemplo, quando você sente...

Quais ferramentas usar para abrir uma garrafa de vinho?

Aqui estão algumas ferramentas que você pode usar para abrir suas garrafas de vinho/Porto. Qual você prefere? -O saca-rolhas de 2 passos é definitivamente a ferramenta mais versátil e fácil...

Are you above 18 years old?
To grant that our wines are enjoyed responsibly, we need to confirm you are above the legal drinking age in your country.
0
    O carrinho está vazioBack to Shop